Páginas

sábado, 23 de julho de 2011

Sabadão - ? Recuerdas?


Hoje fazem 9 dias que meu amor foi internado, poxa vida só passou 9 dias, e parece que faz uma eternidade. Será que eu aguento ficar mais tempo longe? Não sei de quanto tempo é o tratamento, o amor entrou dizendo que ia ficar 2 meses no máximo, o pai dele brigou com ele, e disse pra ele ficar o tempo certinho do tratamento, não sei quanto é. 

Mas sei que se ele não quiser ficar, ele não fica, pois lá ninguém fica obrigado. Ai fica a vontade dele vir logo pra cá e o medinho dele não terminar o tratamento no tempo certo. Ontem ele me ligou duas vezes, e fiquei muito feliz, as ligações foram mais demoradas que das outras vezes, e deu pra conversar bastantinho, matar as saudades, mas também tem o lado B, fiquei preocupada com essa liberdade que a clínica está dando, bom, mas eles devem saber o que fazem.

Ele me disse que está conversando só com duas pessoas lá na clínica, um senhor mais velho vítima do alcoolismo, disse que é uma boa pessoa, sempre pra cima e religioso, achei legal, e o outro é um rapaz, que também está super focado na recuperação. Ele disse que não fica perto de uns guris lá que só falam em droga, que estão loucos para sair para usar. Disse que vai terminar o tratamento inteiro, e só vai sair quando ganhar alta. Fiquei feliz com essa determinação, espero que dure.

Como a clínica tem homens e mulheres, ele me disse que eles ficam separados, maaas vai saber né? Meu lado #mariaciumenta aflorou, e eu disse pra ele se cuidar com as piriguetis lá, ele disse “amor pior que tem umas piriguetis aqui mesmo, mas tu acha que eu vou trocar a minha princesa por outra qualquer??? Nunca amor, te amo, se cuida você aí com esses malucos aí fora...

Enfim... os nossos diálogos sempre foram muito intensos e  interessantes e agente tem alguns momentos que olha, falta o ar... isso me fez lembrar alguns...

I

Amor: Gaby, te amo tanto que eu construiria um trilho que ligasse a minha casa a sua...
(Gaby modo malvada ligada)
Eu: Poxa amor, eu te amo, mais não taaaanto assim pra construir um trilho...
(silêncio,  risinhos nervosos da Gaby)
Eu: Brincadeira amor, eu te amo muitoooo!!!
Amor: Pois saiba dona Gabriela, que eu não só construiria um trilho, mas te levaria no colo o caminho todo, pelo amor que tenho por você...
(Gaby envergonhada, sem palavras, tentando disfarçar)
Eu: Que lindo amor, então vem cá e me dá um beijinho...



II

(Gaby em uma festa de formatura, pulando igual pipoca, mais pra lá do que pra cá)
Amor: Gaby, suspende o álcool, já tá bom né amor? (Engraçado porque ele sempre me controlou nisso, detalhe ele não bebe nada alcoólico)
Eu: Esse é o último amor...
(Gaby pulando)
Amor: O que eu faço com você heim dona Gabriela...
(Gaby fica romântica nessas horas)
Eu: Me ame...
Amor: Isso eu faço todos os dias da minha vida...
(Beijo Apaixonado)
(Segundo o amor, o diálogo continuou, e estava interessantíssimo, mas eu juro que não me lembro, e ele não revela o que foi dito, nem sob tortura)



III

(Nós dois dormindo em dia frio de Curitiba, em um sábado à tarde)
(Gaby, abre os olhos e encontra o amor a olhando)
Gaby: Não dormiu amor? fecha os olhos, fica aí me olhando...
Amor : Sempre que você abrir os seus olhos, vai encontrar os meus, aqui te olhando....
Eu: Sempre não.
Amor: Sempre não, ás vezes eles estarão fechados.
Eu: Hum...
Amor: Fechados, sonhando... mas você estará lá também.
Eu: (sorriso, soninho, abraço e beijinho)




Ótimo sábado gente!! Vamos ser felizes?? Só por hoje!!!
beijitos! :)

6 comentários:

  1. Querida Gaby, sei que esse tempo longe é difícil, mas, é importante que esse tempo seja bem aproveitado por ele, pois o resultado pode ser definitivo, e vocês terão a vida toda para compensar...
    Quanto ao ciuminho também já passei por isso. A gente é meio maluca mesmo, né? Nós, lindas, maravilhosas, livres, leves e soltas aqui do lado de fora, e ainda temos ciumes de quem está em uma clínica de recuperação... Mas, acredite, se ele estiver sentindo o que meu marido sentia, a insegurança deve ser enorme também.
    Mas, o importante mesmo é que dê tudo certo, e que tudo se resuma a muita felicidade no final! E a muitos diálogos de amor.
    Beijos.
    Serenidade.

    ResponderExcluir
  2. Olá Polyzinha!
    Tens razão, tenho que relaxar e deixar que o tratamento flua normalmente... O ciume, olha, somos malucas sim...eu sou muito ciumenta, mesmo sabendo que pra ele deve ser pior, eu tenho ciume!
    Beijão amada, estamos juntas!

    ResponderExcluir
  3. Olá querida serenidade!
    Mesmo que o tratamento dure um pouco mais que o esperado, vale a pena esperar para que os resultados sejam duradouros!
    Eu também sou muito ciumenta, alias estou tratando disso no grupo!
    É muito bom amar!
    Beijos e serenidade!!!

    ResponderExcluir
  4. Mari,
    Eu já estou beem mais controlada em relação ao ciume...tentando ficar serena hehe...mas ainda tenho um pouquinho sim!
    É bom demais amar...beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Aiiii que fofo amei os momentos entre vocês, as conversas, muito fofo. Ao ler lembrei-me do meu amor!
    Aff da ciúmes mesmo viu. Na clinica que o meu amor esta são só homens, mais se estivesse mulheres estaria assim como você com ciúmes. Mais não esquenta não é looogico que o seu amor não irá te trocar não é? looogico que não!
    Seu amor esta focado no tratamento, pode ter certeza. Não fica com ciumes não ele sabe que há alguém esperando por ele aqui fora e que esta do lado dele que é você.
    Bjus.

    ResponderExcluir
  6. P.
    Que sorte a sua que só tem homens na clínica do seu amor rsrsrs
    Força pra gente amiga!
    Beijos, estamos juntas!

    ResponderExcluir