Páginas

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

QUERIDAS GUERREIRAS QUE AMAM UM DEPENDENTE QUÍMICO...

 
Hoje estava lendo o Blog da Polly, e um dos posts que gerou muitooos comentários, aí li a postagem da minha amiga Selena... e fiquei com muita vontade de postar...rsrs
 
Até porque já estive do lado de lá, sei tudo o que vocês passam e sentem, já senti tudo isso, amei demaaaais dá conta, amei além de mim mesma, porque é isso que as codependentes fazem...
 
Codependentes amam seus adictos que por sua vez amam sua droga.
 
Vou ser dura, porque o que me ajudou a sair desse ciclo vicioso foi a dureza das palavras dos meus amigos, das minhas leitoras e principlamente da pessoa que mais me ama nesse mundo, minha mãe.
 
Amigaaas, se amem, se valorizem, nunca vou cansar de falar isso... Se vejam de fora, e não de dentro do problema, se fosse uma filha de vocês vivendo a situação que vocês vivem hoje...o que vocês fariam? Apoiariam?
 
 
Uma vez um amigo comentou em um post meu dizendo assim, detalhe ele é adicto, "nenhuma mulher bonita, bem resolvida, gente boa, merece namorar com um DQ..."
 
Quer saber? Não merece mesmo... Gente... tava reparando aqui...é sempre a mesma história, não muda...
 
E outra coisa...tudo depende da gente, agente se coloca onde quiser na vida, podemos ser a eterna esposa de adicto, ou dar uma guinada na vida e assumir outro papel... o resto é consequencia.
 
Não desanime.
 
Desânimo quer dizer "sem alma"

 E não existe palavra melhor para definir alguém que se sente vázio por dentro, sem vibração, sem acreditar em si...
E então, já entregou tudo nas mãos de Deus?
Por acaso parece que sua vida se estagnou de tal forma, que por mais que você deseje mudar, nunca encontra forças suficientes para lutar? E parece que tudo está congelado, como se você estivesse parada no tempo, a espera do golpe final? E tem passado muito tempo trancada no escuro do seu quarto, encolhida num canto, tentando descobrir por quê não consegue se livrar desta situação, onde nada mais parece ter sentido? Em sua mente surgem todos os tipos de desculpas e explicações, mas o que acontece no final é que você sai do quarto, enxuga as lágrimas e volta a viver a mesma vida, como se não tivesse outra escolha?

 
Mas você tem escolhas!
Não uma nem duas, mas um monte delas!
O problema é saber se você realmente quer mudar! Ah sim, mesmo fazendo esta cara de assustada, se der uma paradinha para pensar melhor, verá que você não muda esta situação porque não quer ou porque tem medo! Afinal, você já se ferrou tanto na vida por causa das escolhas que fez, que se bobear nem pode ouvir falar mais em mudanças. E sabe por que? Porque mudanças soam como fracasso, como repetição de erros, por isso só de pensar que terá que tomar uma atitude já bate aquele medo, aquele frio na espinha... Você acabou ficando acomodada com uma situação que por causa deste seu medo de mudar, acabou se transformando numa espécie de âncora, tirando todas as suas forças para reagir. Mas não se iluda, porque tudo isso aconteceu porque você permitiu! E esta falta de força, esta ausência de reação, estas coisas só acontecem quando a gente acredita que não há nada mais a se fazer, porque cremos que tudo que fizermos só irá piorar a situação
 
.
Só que na natureza nada permanece estático. Tudo se transforma, mesmo que você se recuse a fazer algo! Pode ter certeza de que as coisas vão mudar na sua vida, nem que sejam para pior. E sabe o que é mais interessante? Um dia você vai chegar num ponto onde vai olhar para trás, toda ferrada e acabada, visualizar este momento que está vivendo agora, e lamentar-se profundamente por não ter tomado uma decisão quando ainda havia tempo!

Acredite, se sua vida está ruím agora, vai parecer um paraíso daqui uns anos! Meu amor, você não é tão incapaz assim! Por mais que tenha errado, nada a impede de aprender, nem que seja por meio de bordoadas! Por isso, deixa desta sua postura de vítima  e começa a colocar a mente para funcionar! Você vai se ferrar? Talvez sim!...Você vai quebrar a cara? Claro que vai, faz parte da vida! O que não pode é ter medo de arriscar! Levanta esta sua cara de desanimada, pare de ter pena de você e comece a ter raiva! Mas tem que ter muita raiva para se levantar, erguer a cabeça e começar a chutar para bem longe este monte de m... que impregnou sua mente!
 

Você não é inútil!!!! E nem ao menos é uma coitadinha, entenda isso! Você é bem capaz de dar uma melhorada na sua vida se tiver coragem suficiente para acabar de vez com este seu orgulho besta! Sim, porque eu e você sabemos que o que te destrói é este orgulho que tanto tenta disfarçar sob a capa de humildade!

Claro! Se você não fosse tão orgulhosa, tão pedante, não ficaria assim tão arrasada com seus fracassos!  "Mas eu sou uma sofredora!!! E eu te odeio por me fazer ler estas coisas! Eu não escolhi sofrer, não quis estar assim... E se estou assim, não é minha culpa eu não ser forte o suficiente para mudar!"

  Olha, eu até poderia mudar um pouco meu jeito, ser mais complacente e escrever palavras doces, mas minha intenção não é essa. O que desejo é te sacudir, deixa-la tão p.. da vida que me odeie até os ossos, porque acredito que o que mais precisa é de um sacode bravo! Por isso, me odeie!! Vamos lá, deixe o sangue ferver, porque, seja por raiva, por ódio ou até mesmo por admiração, quero que se sinta viva, nem que seja por um momento!
 
Você pode escolher, acredite! Então escolha mudar esta sua vidinha ! Dá uma olhada legal no benzão para ver que ao lado dele sua barca já furou há um tempão, e toma uma atitude! Coragem, mulher! E não tem destas de achar que vai morrer de fome, porque Deus não desampara quem luta.

Como? Você não sabe como tomar esta decisão?

Sua fé será sua salvação...
Acredite sempre!

15 comentários:

  1. Sabe, Gaby, ainda me lembro do seu primeiro email a mim enviado, inclusive sua história é uma página no livro. Na oportunidade eu poderia ter dito: Gaby, sai dessa, ele não é pra você. Mas, de nada adiantaria, porque você o amava. Tudo tem o seu devido tempo. Achei melhor te relatar a minha vida ao lado de um adicto, e a história da Angélica, lembra? E como somos responsáveis pelas escolhas que fazemos, e pelas consequências. Sei que hoje sua forma de ver a situação mudou. E fico muito feliz, porque eu torcia por isso. No meu caso, ainda não decidi o que fazer. Por codependência? Talvez. Mas, existem muitos outros fatores também. E estou em paz assim. Eu aqui e ele lá na clínica. Se vamos voltar ou não, ainda não sei. Estou observando a mim, a minha vida sem ele, e mais na frente (visitas) vou observá-lo. Mas, temos que respeitar as pessoas. Fiquei triste porque algumas leitoras ofenderam as outras nos comentários, talvez você tenha visto. E o propósito dos nossos blogs não é esse... Não é mesmo?
    Desabafei.
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a ofença eu não apoio, de forma nenhuma... mas acho que todo mundo é livre para opinar e falar o que bem quiser, eu nunca me importei com isso, tanto que os comentários aqui são livres, nem verificação de palavras eu coloco, e já sofri com isso, já fui chamada de interesseira e de usar as pessoas rsrsrs...
      Enfim...to tão segura de mim e do que eu quero, que nada do que digam me abala, confio em mim, na vida...e tenho fé acima de qualquer coisa.
      E como não esquecer do seu conselho da Angélica heim amiga, foi o mesmo que minha mãe me deu meses depois...rs
      Obrigaddaaaaa pelos conselhos, sem eles, eu não estaria onde estou hoje, completamente feliz e realizada, por mim e pra mim...
      :)
      beijos amo vocês!!!!!

      Excluir
  2. APRENDO MUITO AQUI GABY...MESMO NÃO COMENTANDO...CONTINUE NOS CONTANDO suaaaa HISTÓRIA...do SEU JEITINHO QUE É E QUE VC CONTINUA A VIVER..SEJA SEMPRE VC...BJUS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprendo muito lá também amada!
      Ah eu sou assim, gostem ou não...hihihi
      Beijooooss

      Excluir
  3. Gaby, eu concordo com vc em tudoooooo
    Viver ao lado de um adicto e uma merda, nenhuma mulher merece isso, hoje eu to separada, e sofri muitooooo com a separação, mas amiga eu faria td outra vez, hj estou leve e feliz, durmo tds as noites, não escondo mais o dinheiro ou as chaves da casa e o unico frio na barriga que sinto é quando vou ao hopi hari rsrsrsrsrsrs
    Mas tbm concordo com a Poly, cada pessoa tem um tempo, umas talvez vão passar a vida td, outras nem tanto...
    Eu até parei de opinar e ler com frequencia os blog (leio as vezes porque criei carinho por algumas) mas as historias são sempre iguais a mesma coisa semppre, a meu marido sumiu, gastou o dinheiro, mas o amo ele me ama ele quer ajuda ele quer sua recuperação, e na verdade recuperação que é bom nada..passam anos e é sempre a mesma historia, mas cada um é adulto e sabe o que quer pra sua vida.

    Eu escolhi um caminh bem longe dessa merda de droga e to muito feliz...

    Maria Albuquerque

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é , é bem isso mesmo, também parei de comentar muitas vezes para não ser grossa e nanana. Quando eu decidi me recuperar, decidi me recuperar mesmo, eu quis isso e meu limite era bem rígido, não aceito qualquer coisa, quero o melhor pra mim sempre e sempre... Isso que eu não tenho filhos, se eu tívesse um pimpolhinho, meu Deus do céu, sou leoa quando se trata do bem estar de mim e de quem eu amo.
      Odeio brigas e sofrimento, viemos a esse mundo para ser feliz!!!
      beijão Maria!

      Excluir
    2. Sim acredito q mulher nenhuma mereca estar onde eu estou: casada com um adicto! Tenho PLENA certeza q nao quero mais esta aqui. Mas discordo um pouco qdo dizes q sempre temos um monte de escolhas.. olha na minha opiniao nem sempre eh assim. Existem homens abusivos q se negam sair de casa, dar a separacao e deixar a mulher em paz. Nao fosse assim nao teria casos todos os dias nos noticiarios. No meu caso qinda estou buscando qual a saida q tenho, o que posso fazer de pratico real e que realmente me traga libertacao deste relacionamneto. Nem todas tem familias prontas para ajudar em uma crise. Bom so comentei como um desabafo pq nem mesmo sei se este blog ainda esta ativo pela data das postagens. Forca a todas que assim como eu desejam de fato se separar mas ainda nao sabem como faze-lo.. ainda por que creio que Deus vai nos iluminar.

      Excluir
  4. Na vida aprendi algumas coisas e algumas delas foram:

    Faço da queda, um passo,
    Do medo, uma escada,
    Da procura, um encontro,
    Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo e que posso evitar que ela vá à falência.
    Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios.
    Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
    Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos é saber falar de si mesmo é ter coragem para ouvir um "não".
    Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo.

    Mr. Miagui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Somos autores da nossa história, e a minha eu quero bem linda e feliz, pq só isso levarei daqui...dor e sofrimento??? Eu não!

      Excluir
  5. Oi querida Gaby!!!também aprendi muito com os comentários...graças aos meus amigos que não falaram somente o que eu queria escutar mas falaram o que eu precisava escutar é que estou em paz hoje. Seu exemplo também me serviu muito..
    Eu precisei muito de tudo que me disseram.Agora estou ainda um pouco triste mas lá na frente vou ver que valeu a pena..
    Belo post amiga!!!
    Forte abraço.
    TAMUJUNTAS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza...o remédio é amargo, mas a cura sempre vem...o importante é não deixar de tomá-lo, não adianta fingir que toma e jogar fora, tem q tomar de verdade!
      Beijão Bia tamojunto sim!

      Excluir
  6. NADA ACONTECE POR ACASO , DESCOBRI SEU BLOG AGORA , E LI SUA POSTAGEM NO MOMENTO QUE PRECISAVA . MUITO OBRIGADO !

    ResponderExcluir
  7. Estou numa situação que estou bem perdida.....há 11 anos luto contra esse vício do meu marido,esse ano se internou 4 meses,saiu da clínica,ficou 10 dias em casa ,recaiu e foi de novo p clínica e vai ficar + 9 meses.......ele não aceita q é dependente quimíco ,fala q gosta de usar e usa qdo quer.....não consegue enxergar toda tristeza q a droga causou p nós......fui trocada pelo crack várias veses......amo muito ele,não consigo viver sem ele,aceitar ele assim eu não aceito,mas tb não posso largar ele ,qdo tudo passa após o uso,ele pede desculpa,só q isso não apaga a dor q sinto,vendo ele ir atrás da droga e me deixando de lado.....tenho até medo de ele morrer na minha frente,pois já vi ele drogado dizendo q estava ruim ......mas qdo passava o efeito ele fazia de novo.não sei o q fazer........queria q fosse só nós dois e não eu ele e o crack......estou muito triste,não consigo viver com tudo isso acontecendo........ele internado ,visita1x no mês ,ligação de 2 minutos toda semana........arrazada estou.........

    ResponderExcluir
  8. Oi Gaby!
    Li tudo oq escreveu e realmente está certa, porém, estou sem forças para sair da situação que me encontro...
    Minha mãe tem uma casa de recuperação para dependentes químicos e hoje namoro com um interno que ficou interno lá.
    Ele foi pra lá e ficou internado durante um ano + ou -, porém, um dia foi pra casa em um aniversário q teve e encheu a cara e não voltou mais, passou-se alguns meses, ele voltou para a clínica novamente...
    Permaneceu lá durante 4 meses e como ele é pedreiro veio fazer uma reforma aqui em casa em janeiro do ano passado...
    Acabamos nos apaixonando e em março começamos a namorar.
    Os familiares dele mora tudo em Guarulhos e eu moro aqui na Zona Norte e ele decidiu morar por aqui, pq além de ficar mais perto de mim, fica perto da igreja e do trabalho.
    Só q em maio do ano passado, exatamente no dia das mães, ele foi pra casa da mãe dele e um amigo dele foi chama-lo e ele acabou caindo.
    Ficou dois dias usando drogas, só q eu e minha mãe fomos atrás dele e trazemos ele de volta.
    Em março completou um ano q estamos juntos e em maio faria um ano q ele estava bem, porém, um pouco mais de uma semana atrás ele foi trabalhar sozinho lá na Vila Prudente, foi reformar um banheiro.
    Quando foi na terça passada ele não voltou para casa e foi ligar na quarta super mal pedindo desculpas e querendo voltar, disse q teve uma recaída mas q estava arrependido.
    Decidi dar a segunda e ultima chance.
    Deixei bem claro q essa seria a ultima chance.
    Mas ontem ele não voltou para casa...
    Na terça q ele sumiu ele tinha recebido 100,00, aí se desculpou tudo e disse q não faria mais isso.
    Quando foi no sábado recebeu 200,00 e na terça agora 300,00, aí ontem tava terminando o serviço e o rapaz decidiu pagar tudo pra ele e deu 1000,00
    Ele me ligou disse q já estava chegando e disse q me amava, um eu te amo meio triste q já percebi na hora q ele não iria voltar.
    Hoje me encontro super mal, sem notícias, preocupada, com medo dele sofrer uma overdose sei lá...
    Não consigo encontrar forças para fazer nada e mal sinto vontade de comer...
    Uma ânsia q não passa e uma angustia sufocante.
    Tínhamos planos de casar e formar uma família.
    E hoje me sinto morrendo por dentro, tendo q abrir mão do meu sonho e de um homem maravilhoso q eu sempre sonhei pra mim.
    Estou me sentindo um lixo por ter sido trocada por uma droga chamada tbm de porcaria.
    Eu deixei bem claro q se ele usasse novamente seria o fim, mas se ele caiu novamente é pq não tem medo de me perder.
    Um homem trabalhador, amoroso, super legal, enfim, tudo oq há de melhor ele era.
    Estou decidida q não quero mais continuar, mas ao mesmo tempo não consigo imaginar minha vida sem ele.
    Vc acha q eu estou tomando a decisão certa?
    Abrindo mão do cara q eu achava q era o homem da minha vida?
    Já fazia 15 anos q ele usava drogas e depois q me conheceu só usou dois dias como eu já comentei q foi em maio do ano passado e agora depois de quase um ano usou novamente.
    Me ajuda por favor, estou perdida e sem animo pra nada.
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  9. Querida não faça ameaças sem cumpri, ele vai acabando não te levando a sério.

    ResponderExcluir