Páginas

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

21 dias...



Bom dia! 21 dias do Amor na Clínica, dia de visita, mas não pude ir. 
Ontem ele me ligou perguntando se eu iria, falei que não, porque tinha compromissos aqui pela manhã, ele ficou tristinho, mas  sem ser masoquista, acho até bom, pois aí ele sente fundo na pele, tudo o que ele está perdendo por causa da droga.
A saudade é gigante, e sim, eu queria estar lá, eu até poderia desmarcar tudo aqui e ir, e e se fosse em outra época, há algumas semaninhas atrás, provavelmente era o que eu faria, me desdobraria em duas pra poder ir ver o amor.
Mas... nos vimos semana passada, e ninguém vai morrer de esperar mais uma semana, ou duas... E fico mais aliviada por honrar com meus compromissos profissionais e feliz por não ter mais aquele desespero em relação ao meu namorado. O que é meu tá guardado e ninguém tira, nem a droga. Não, definitivamente não vou mais modificar toda a minha vida em função dele. Temos a vida toda para nos curtir, namorar e ser feliz!!!


Por mais que na batalha se vença a um ou mais inimigos, a vitória sobre a si mesmo é a maior de todas as vitórias. (Sakyamuni). (adoroooo quando venço minha mente codependente ^^)


Então só por hoje!! Vamos ser felizes e nos amar!!! A saudade judia mas não mata!


Assim como uma pequena planta deve enfrentar muitos obstáculos antes de se transformar numa   árvore, nós precisamos experimentar muitas dificuldades no caminho da felicidade absoluta. (Nitiren Daishonin).


Beijos Gaby!!!

8 comentários:

  1. Parabéns pela postura, Gabyzinha!
    E muitíssimo obrigada pelo comentário a mim deixado, não tens idéia do quanto me ajudou...
    Querida, você foi àquela clínica (ibogaína)? Até hoje não recebi o DVD que eles disseram que enviariam...
    Beijinho, flor!

    ResponderExcluir
  2. Gaby não posso dizer o que você deve fazer ou não nesse momento, sei que você não pediu conselhos e nada, peço permição aqui para falar sobre o inicio da sua postagem.
    É que eu acredito que você fez certo em não ir a visita, acho que você nesse momento não deve mostrar tudo com facilidade para o seu amor, mostre-se também um pouco dificil, para que ele foque e cresça mais ainda nesse tratamento, pois dessa forma acredito que ele perceberá que você esta crescendo aos poucos também.
    Acredito que nesse momento do tratamento não é muito bom facilitar demais.
    bjus..

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post!!!, e assim que e a recuperação da co-dependência a gente aprende a se amar mais, e deixar de ser a sombra de nossos adictos.
    Força, Fé e Alegria esse e nosso lema...
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Poly, respondi no seu e-mail sobre a Iboga ;)
    Que bom que meu comentário te ajudou , fico muito feliz!!!
    Beijinhos ;*

    ___________________________
    P,
    Pode falar, me aconselhar, se meter, adoroo! Tudo o que vem de voces será bem vindo pra mim, anoto tudo! Que bom que achou certo, eu tbm achei ;) E seu amor logo tá ai...quero saber t.u.d.o.! Beijo

    ___________________________
    Tininha,
    Bom né, não é fácil, mas vale a pena! Só por hoje eu venci a codependencia ;)
    Beijos amada!

    ResponderExcluir
  5. Gaby, de fato você dá nós na codependência sabia, você não é uma codependente, ao meu ver, você está ciente da situação e não permite que ela a domine, seria bom demais que todas as famílias tivessem a mesma postura que você, ajudariam em muito os seus dependentes químicos.
    Beijos e saiba que você está no caminho certo, no caminho da recuperação do amor..rs

    ResponderExcluir
  6. Giu,
    Lendo o perfil dos codependentes, eu sou sim, não é fácil lutar contra ela. Como eu digo, é exercicio diário, dia após dia, e pq não hora após hora. Mas eu tento ser mais forte. Eu também me surpreendo sabe? Mas tudo isso é resultado da minha fé. O mundo muda quando agente muda. Mudei a vibração do meu pensamento e tudo mudou, tudo mesmo!
    Beijokas

    ResponderExcluir
  7. Nousssa!!!! Fiquei orgulhosa... Parabéns companheira....

    ResponderExcluir