Páginas

sábado, 26 de novembro de 2011

Escolhas II

Escolhas erradas na vida

Oi gente que saudade de vocês, de postar no meu Blog, de visitar vocês! Como faz falta! Mas olha...mesmo não postando ou comentando passo sempre por aqui, dar um cheirinho :) Não tem como ficar longe, pois aqui, nesse ambiente virtual, foi onde  percebi minha doença. Foi aqui que dei meus primeiros passinhos em direção à recuperação. E aqui fiz amizade com pessoas que sabiam do que eu estava falando, sentindo, pessoas que me estenderam a mão e me apoiaram, sem nem ao menos me conhecer. E foram carinhosas comigo, em cada comentário.
Não tenho muito o que comentar, aliás até tenho, mas quero sossegar a minha alma um pouquinho, para eu mesma me entender. Eu to bem, eu to feliz, um pouco perdida... mas sempre que fico em dúvida, ou sem saber como agir, fico quietinha esperando a vida me soprar respostas ao pé do ouvido. Elas até podem demorar, mas sempre vêm.
Estou em um desses momentos de introspecção.

"O tempo às vezes é alheio à nossa vontade, mas
Só o que é bom dura tempo o bastante pra se tornar inesquecível"


Estou tão dividida. Estou com aquela mesma sensação, que eu tive aos 16 anos, quando eu precisava prestar vestibular e não sabia que curso escolher. Estava sendo responsável pela minha vida, pelo meu futuro e essa escolha iria afetar minha vida à longo prazo. Meus pais queriam "palpitar" na minha vida, nas minhas escolhas, e eu só para contrariar quis seguir meu próprio coração e fazer as escolhas por mim. Hoje eu penso que deveria ter ouvido meus pais, estaria mais bem sucedida profissionalmente... ou não né? Mas penso que sim...
Hoje encontro-me assim de novo... Razão ou Coração... Coração de novo? e a longo prazo? Minhas escolhas ou escolhas da família?  O risco ou o "certo" ?


Você foi...
O maior dos meus casos, de todos os abraços, o que eu nunca esqueci...Você foi... Dos amores que eu tive o mais complicado e o mais simples pra mim. Você foi... o melhor dos meus erros, a mais estranha história que alguém já escreveu. E é por essas e outras que a minha saudade faz lembrar de tudo outra vez. Você foi... a mentira sincera, brincadeira mais séria que me aconteceu. Você foi... o caso mais antigo e o amor mais amigo que me apareceu. Das lembranças que eu trago na vida você é a saudade que eu gosto de ter. Só assim, sinto você bem perto de mim outra vez... Me esqueci! De tentar te esquecer. Resolvi! Te querer, por querer... Decidi te lembrar, quantas vezes eu tenha vontade sem nada perder...Ah! Você foi...Toda a felicidade, você foi a maldade que só me fez bem. Você foi!O melhor dos meus planos, e o maior dos enganos que eu pude fazer...

Ah gente como eu gosto de Roberto Carlos, eu e o "amor" tínhamos esse gosto em comum haha, bem retro né? Mas fala se não são o máximo as letras dele, são perfeitas...  

Coração na mão. Coração apertado.
Então... vou me recolher e ficar quietinha.


7 comentários:

  1. Oi Gabi, pôxa, dói né... As dúvidas, a impotência... Bastava que eles quisessem, mas quisessem muitooooo, se ao menos eles nos amassem tanto quanto nós os amamos... São tantos os "se", mas nós sabemos que não é bem assim, não é mesmo! Pense querida, pense muito, ouça seu coração, mas a própria bíblia diz que o coração é enganoso ( cruel isso ), portanto não deixe de pesar a razão tbm, não estou dizendo a vc se segue ou não c/ ele... Eu não tive essa opção, pois quando descobri o problema do meu esposo nós já éramos casados e já tínhamos 3 filhos, até então achava que ele era apenas uma pessoa insegura, eu não entendia o pq de ele estar sempre procurando motivos p/ brigar, se nós nos amavamos tanto, ele inventava brigas p/ se afastar de mim, eu sofria muito c/ os ciúmes sem motivo, quase enlouqueci, até que decidi procurar uma terapêuta de casais... Eu não acreditava de jeito nenhum, estava c/ ele desde os 15 anos, droga não tinha nada a vêr c/ ele... Qdo. ficou evidente eu fiquei até feliz, ufa, não era outra mulher, achei q seria fácil, que ele só precisava do meu apoio, eu não fazia idéia, aliás, nem sabia o que era droga p/ ser sincera... Bem, de lá p/ cá já de passaram quase 5 anos, fiz de tudo, hoje em dia posso até dizer q já li quase tudo sobre isso e a situação só piorou, a doença progrediu muito, eu adoeci, essa "coisa" tem tentado acabar comigo. O pior de tudo é vêr a pessoa que eu tanto amo, que eu sei q me ama tbm, se acabando, fazendo coisas s/ noção, sendo irresponsável, acabando c/ os nossos negócios... Se matando aos poucos e eu não poder fazer nada, ter que assistir sua derrota... É mto triste... Bem, agora ele está passando por sua 2ª internação, saiu daqui me odiando por tê-lo mandado embora, por ter deixado que ele assuma as consequências do uso... E eu, bem eu estou tentando reaprender a viver, minha vida toda foi c/ ele, eu o amo muito, mas preciso pensar em mim e nos nossos filhos... Não sei se ainda ficaremos juntos...
    Fique c/ Deus, entregue tudo a Ele e descansa!
    Bjos ( tbm fiz um blog - semamornadavaleria )

    ResponderExcluir
  2. Gaby, vai dar certo! Juntos, separados, perto ou longe: vai dar certo!!!
    Beijão
    Ana

    ResponderExcluir
  3. HOJE eu te aconselharia a soltar a panela enqto ela nao te queima.

    o fardo é pesado d+ amiga.. demais

    ResponderExcluir
  4. ai gaby sei como é isso...eu também penso que uma escolha hoje pode interferir o resto da minha vida! eu penso tanto tanto que já nem sei mais se amo meu DQ, já to achando que é carência....sou do tipo carente, que se apega demais ...enfim...eu li em algum blog a historia da angelica e do mauricio mattar, hoje ela tá casada com o luciano huck e aparenta estar muitooo feliz! Somos novas, temos a vida pela frente ....já li tanto blog que mulheres gravidas,mulheres apaixonadas perdem para a droga...é dificil vence-la. Eu, terminei com meu ex namorado, não penso em voltar(porque quero paz na minha vida), mesmo assim sinto falta...as vezes tenho recaída e mando um torpedo...mas agora já estou dias sem mandar, e a saudade tá diminuindo graças a Deus.
    To torcendo pela sua felicidade viu?! Tente pensar em qto vc o ama, e qto está disposta a abrir mão. E principalmente, se vc tem estabilidade emocional para aguentar um adicto.
    fica com Deus. :)
    juliana

    ResponderExcluir
  5. Gabyzinha, entendo você, se de esse momento, se de a oportunidade de sentir dúvida de ficar confusa para depois descobrir as respostas que precisa.
    Amo você garota!

    ResponderExcluir
  6. Gaby.... eu sou assim que nem vc... quando o peso de ter que decidir me espreme contra a parede eu saiu correndo, me escondo num cantinho bem aconchegante da minha alma e me permito ficar ali... só olhando as nuvens viajando pelo céu... sem querer decidir...
    Sabe o que eu aprendi nessa vida, aprendi que algumas vezes é preciso decidir, mas a vida sempre nos dá a direção (seja ela a razão ou a emoção), e algumas vezes a vida se decide sozinha.
    Aprendi que qq decisão que eu tome, mesmo não sendo possivel voltar atrás, posso mudar de ideia no meio do caminho e pegar a outra estrada, não voltar e pegar outra estrada, mas apenas virar na proxima bifurcação!
    Não tenha medo de viver, porque o não viver as experiencias da vida é sim a pior das escolhas

    ResponderExcluir