Páginas

domingo, 25 de novembro de 2012

Arrisque-se!!!


Boa noite, gente. Tudo tranquilo com vocês?
Comigo apesar dos últimos acontecimentos, está tudo em paz.

Hoje vim deixar uma mensagem, aproveitando uma frase que o Sr. Miagui me deixou no último post.

Porque a emoção de voar tem que começar com o medo de cair?

"A águia empurra gentilmente seus filhotes para a beirada do ninho. Seu coração maternal se acelera com as emoções conflitantes, ao mesmo tempo em que ela sente a resistência dos filhotes aos seus persistentes cutucões: "Por que a emoção de voar tem que começar com o medo de cair?", ela pensou. Esta questão secular ainda não estava respondida para ela....
Como manda a tradição da espécie, o ninho estava localizado bem no alto de um pico rochoso, nas fendas protetoras de um dos lados dessa rocha. Abaixo dele, somente o abismo e o ar para sustentar as asas dos filhotes. "E se justamente agora isto não funcionar?", ela pensou. Apesar do medo, a águia sabia que aquele era o momento. Sua missão maternal estava prestes a se completar. Restava ainda uma tarefa final.... o empurrão.
A águia tomou-se da coragem que vinha de sua sabedoria interior. Enquanto os filhotes não descobrirem suas asas, não haverá propósito para sua vida. Enquanto eles não aprenderem a voar, não compreenderão o privilégio que é nascer uma águia. O empurrão era o maior presente que ela podia oferecer-lhes. Era seu supremo ato de amor. E então, um a um, ela os precipitou para o abismo... e eles voaram!''

Tudo o que temos é o momento presente! Poxa, temos tantos planos e sonhos que possivelmente se tornão realidade, porque acredito que nascemos para alcançar metas! Mas tudo depende do momento presente! Este é impregnado de dúvidas e medos. Contudo, existe uma palavrinha chamada superação (inerente a cada um de nós). Por que assim como as águias nasceram para voar nós nascemos para crescer e evoluir! E por isso mesmo não temos que ter medo de cair! Se cair, levanta! É simples!

Às vezes, nas nossas vidas, as circunstâncias fazem o papel de águia. São elas que nos empurram para o abismo. E quem sabe não são elas, as próprias circunstâncias, que nos fazem descobrir que temos asas para voar.


Pense agora por uns instantes: Tenho capacidade de me lançar abismo abaixo?
Na verdade, o ser humano tem dentro de si um número infinito de recursos, mas não acredita em suas possibilidades, tem medo de ser empurrado ou de jogar-se no abismo.
Há várias maneiras de fazer as coisas, tudo vai depender de nossas escolhas no momento.
Se você já arriscou muito e perdeu muito, isto não importa.
Erros não são importantes, fracassos não são importantes.
O importante é o que você aprendeu com seus erros e fracassos.
O que importa é que você avance, cresça com estas experiências.
A vida de quem nunca arriscou fica reduzida a nada.
Voe!

Vamos voar neh gente, chega de ficar parado esperando a vida passar, sentindo medo daquilo que nem mesmo ainda tentamos fazer e ser feliz acima de tudo!!! 

Um bom finalsinho de domingo e uma semana cheia de amor, paz e serenidade!!

Fiquem com Deus!

Beijos, Selena!!!

2 comentários:

  1. Selena,
    Quando nascemos somos a consciência da alma, não temos medos nem negatividades.

    Mas, com o tempo, essa confiança é abalada e aprendemos a desenvolver atitudes defensivas para, aparentemente nos protegermos da dor.

    Nesse momento, acontece uma mudança em nosso interior, passamos a ser consciente do corpo.

    A partir daí, adotamos uma identidade, com nome, forma e posição. Mas, por trás desse véu ainda existe a pureza original, confiante e destemida.

    Redescobrir a consciência da alma faz voltar à tona a nossa inocência. Redescubra a sua!!!!

    Mr. Miagui

    ResponderExcluir
  2. Minha amiga Selena, eu li somente hoje a outra postagem e sinto muito por isso, você fez o que achou certo fazer, você acreditou, se empenhou e eu to aqui na torcida por você e pela sua felicidade sempre!
    Beijos

    ResponderExcluir