Páginas

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Muitas vezes perdemos a oportunidade de calar!


Ó minha cara de preocupada!
Então... recebi um certo comentário maldoso, no post anterior, mas é assim mesmo né? Estamos aí para sermos julgados a todo instante, e já estou acostumada com isso.

 Cada um é livre para pensar o que quiser, só que esse tipinho de pensamento, só pode vir de um mal amado (posso julgar também néam? Rs) Alguém em quem eu já deva ter dado um fora,e ficou com dorzinha de cotovelo. Ou já foi muito step de mulher tranqueira por aí.

Opa, vou segurar a língua, ou melhor os dedos, pro blog não virar um “Casos de Família” (rs) .
Assim, só pra resumir...

Eu tenho 24 anos, há 2 anos atrás conheci o “amor” DQ, desde então me dedico “solamente” à ele e sua doença, por causa disso tudo, também adoeci, me humilhei, perdi minha auto estima, chorei, sofri, enfim, vocês, minhas leitoras amadas, sabem do que eu estou falando.

Então, eu não admito, que qualquer fedelho, venha até aqui, dizer que estou usando o Caio como step. Eu não admito. Você “Mister Kyel” não sabe da minha história, das minhas dores, não é você que está aqui do meu lado, quando eu estou chorando sozinha no meu quarto, ou quando o meu namorado estava drogado em qualquer beco.

Desculpa aí, se eu contrario as regras. Se estou buscando a minha felicidade. Ou se não esperei chegar no fundo do poço, pra buscar a minha recuperação. Desculpa aí querido, se eu tenho sonhos, os quais quero realizar, como por exemplo construir uma família feliz.

Infelizmente o “amor” não pode me dar isso agora, eu tentei fazer com que ele pudesse, e quem sabe não possa um dia?

Eu nunca virei às costas pra ele, e nem vou fazer isso. Jamais. Não faria pra ninguém isso.
Mas agora, devo ficar presa ao “amor”, porque ele é um DQ? Devo sofrer e deixar os meus sonhos para trás?

Eu me amooooo “Mister Kyle” e você não faz idéia o quanto isso foi difícil. Hoje eu me amo, acima de tudo!

Hoje eu estava vendo o post da Adri (http://eununcavoudesistir.blogspot.com/2011/12/hoje-me-gosto-muito-mais-pq-me-entendo.html), e poxa é isso aí mesmo! Ela teve um lindo dia, com o carinha legal, fez um programa show de bola, tem que pensar nela mesmo, nas pequenas dela, e ser feliz!

Infelizmente os amores das nossas vidas, não podem nos dar isso. E quem sabe não seja algo, para eles aprenderem, para melhorarem, quem sabe nessa vida nossos caminhos tenham se cruzado para isso mesmo.

Aprendi muito com o “amor” e sei que ele aprendeu comigo. Minha semente foi lançada é o que sempre digo.

Eu também tive um final se semana lindo com o Caio. Fizemos muitas coisas legais.
Eu me diverti, fui pro litoral, andei de lancha, comi churrasco de ostra (nunca tinha ouvido falar nisso rs). Conheci uns amigos do Caio muito legais.

Óbvio que eu preferia que fosse com o “amor”, mas se o amor estivesse aqui, estaria se drogando e me deixando de lado , como tantas vezes.

 Enfim... O Caio esta me conquistando, me cativando... Ele tem os mesmo planos que os meus. Estamos nos conhecendo e ele está me fazendo bem, de nenhuma maneira, ele é meu step, eu lá sou mulher de ter step?

Estou me permitindo conhecer o Caio, porque ele é especial, se não, poderia ser qualquer um.

Ele me respeita, não é nada abusado, viaja cerca de 100 km para me ver, para me levar pra casa, para passear comigo, me liga todo dia, manda mensagem de bom dia, boa noite, enfim... estou conhecendo ele, porque ele tem qualidades que me encantam.

Tem valores parecidos com os meus.

Desculpa mas o “amor” estava ciente do risco que corria, ao escolher a droga em vez da Ana.
E eu sei do risco que eu corro ao escolher o “amor” em vez do Caio. Ou do Caio em vez do “amor”.

Ouvir “Eu preciso de você”, em um momento de romantismo, pode até ser bom, mas se essa for uma realidade constante, não me parece um indício saudável, em uma relação.

Eu nunca sonhei precisar de alguém, e, sinceramente, não me agrada a idéia de alguém precisar de mim, para seguir a vida. Se considerarmos o estar com alguém, como uma necessidade, estamos tirando todo o mérito do querer legítimo, da escolha, da opção, e isso empobrece a situação, rouba sua cor.

Algo que me faria extremamente infeliz, seria saber que tenho um homem ao meu lado, porque preciso dele, e ele, de mim. Já, pelo contrário, saber que ele, assim como eu, poderia estar em qualquer lugar do mundo, com qualquer outra pessoa (ou não), mas que escolheu estar comigo, pelas minhas qualidades, pelo sentimento que eu desperto nele, pelo prazer da minha companhia, me faz vibrar, de corpo e alma.

Ter o universo inteiro à disposição, ser livre para usufruir dele, mas optar por compartilhar a vida com uma determinada pessoa, é a grande magia disso tudo. Quanto mais ampla a lista de escolhas, mais verdadeira e consciente, é aquela que se faz.

Num infinito de possibilidades, o “amor” sempre acaba escolhendo a droga.

Relação boa, é a que ajuda a crescer, que auxilia a desenvolver os próprios recursos, e assim, se “precisa” cada vez menos dela. O que fica, é a vontade de estar junto.

Toda essa história de “amor”, Caio, é só um detalhe na verdade, porque eu já estou felizona, de estar bem, de estar buscando a minha recuperação, de ter crescido tanto.

De ter me resgatado, voltado a me amar. E a reconhecer o meu valor.

E no mais... não sou nenhuma criança, sou MULHER , e logo resolverei tudo, com honestidade e sem mentiras, como sempre fiz na minha vida, seja com quem tiver que ser a conversa.

Caro, “Mister Kyle” você perdeu uma ótima oportunidade de ficar ca-la-do!



Um beijoooos a todos!



“Nunca se esqueça do seu valor, não esqueça do quanto você é especial.”

13 comentários:

  1. Trechinho de um e-mail que acabei de receber...

    "Mas hoje tomei a decisão de me libertar disso, de cuidar de mim,
    assim como você está fazendo. E eu fico muito feliz em ver como
    vc está evoluindo.
    Estou escrevendo para dizer que mesmo não te conhecendo pessoalmente,
    te admiro muito por não desistir do seu amor...
    Como vc lutou e ainda luta...
    saiba que vc é minha inspiração, vou tirar forças de seus exemplos!"

    É isso que me motiva, me inspira... me faz querer escrever e viver!
    Me faz querer ser feliz, só por hoje!
    Me faz querer semear... ;)

    ResponderExcluir
  2. Não se importa com isso não amiga! Só vc sabe o que esta passando com isso tudo! SÓ VOCÊ!
    Então, vamos ser felizes só por hoje? (Essa é a sua frase, rsrsrs)
    Bjus.

    ResponderExcluir
  3. Gaby,amei seu post, ninguém, nem quem já passou por isso como eu, sei o tamanho do seu sofrimento, ninguém sabe as pedras que carregou por isso ninguém tem o direito de julgá-la.
    O mais importante Gabyzinha é vc estar ciente de que esses julgamentos até podem acontecer de vez em quando, mas, se vc n se permitir ser julgada, isso passará...
    Estou contigo, vá ser feliz minha amiga, n desista de nada por ninguém, a sua missão com ele pode ter chegado ao fim, talvez, o fato de ele te perder de verdade seja o inicio da recuperação dele, ou não, mas o importante é sua recuperação nesse momento!
    Amo você moça...

    ResponderExcluir
  4. Que linda
    to taoo feliz por vc viu.

    Por algum tempo ainda vc vai viver situações saudaveis e vai pensar(e até chorar)NOSSA COMO EU QUERIA Q FOSSE O AMOR NO LUGAR DO CAIO! mas amigaaaa, isso passa... eu juro que passa viu!

    ResponderExcluir
  5. O mais importante é a consciência tranqüila em saber que não esta usando ninguém. Na minha sincera opinião acredito que mulher gente boa, bonita e inteligente não merece um adicto na ativa como seu parceiro... Alias, mulher nenhuma merece.
    A impressão que tenho e baseada em minha experiência pôs uso e inicio de recuperação é que adictos que se recuperam, mudam. E mudam de tabela todas as suas relações. Eu tbm tive um amor na ativa porém meu relacionamento foi um relacionamento doente. Qd comecei a me recuperar, percebi q não era amor, era doença. Por isso acho q a fila deve andar pra vc, pois se o amor se recuperar pode ser que se de conta do que eu e tantos outros adictos em recuperação percebemos pôs adicçao ativa

    ResponderExcluir
  6. concordo hj com o SPH, "ninguém merece", alias... acho que não é questão de merecimento e sim de escolha, "Nenhuma mulher gente boa, bonita e inteligente, alias mulher alguma deveria se permitir viver com alguem em constante "suicidio""...

    Sobre a questão de usar....
    FAÇAM - ME O FAVOR NE????
    NINGUEM USA NINGUEM... NÓS QUE NOS PERMITIMOS NOS SENTIR USADOS...

    ResponderExcluir
  7. P.
    Valeu pela força, vocês são ótimas, amoooo!
    _____________
    Giu,
    Olha amiga, eu não ligo que me julguem sabe? Cada um tem sua opinião beleza... mas não admito que ofendam a minha moral, por isso me dei o trabalho de responder o moço, se não nem faria isso.
    Amo você tbm querida! Obrigada por tudo!
    _______________
    Adri,
    Passa né? Eu também sei!
    ;)
    ________________
    SPH,
    Agora só tempo... obrigada pelas palavras de apoio...hehe
    ________________
    Cici,
    Disse tudo gata minha!
    amooo tuuuuu


    Beijoooosss

    ResponderExcluir
  8. Gaby, olha nem liga para o comentario maldoso do outro post...todos me falam para a fila andar(vc tá fazendo certinho)! vc está tentando ser feliz..só isso!
    eu esse final de semana sai da toca rs....fui para uma baladinha, beijei um mocinho lindo(barriga tanquinho hahaha), dancei, dei risada...voltei outra pessoa pra casa! percebi que nao voltarei com meu ex, que apenas sinto preocupação,dó...o problema é que é muitaa preocupação, tenho que me segurar pra não ligar, não mandar email....por enquanto to firme...vamos ver até qdo!
    aproveite sua vida Gaby....ninguém nasce para sofrer!! :)
    bjs
    Julia

    ResponderExcluir
  9. A questão não é ser julgada e sim que você só pensa no patrimônio do caio.Eu acompanho seu blog a muito tempo.Na verdade vejo muita superação por sua parte.Mas de uns tempos aká você só comenta de patrimônio,herança,conta bancária,etc.
    Você quer um namorado ou dinheiro mesmo?!
    Fico triste por isso.Mas ser humano é assim mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Ju,
    É isso aí gata, lutando pela nossa recuperação e felicidade!
    Tamo junto!!!
    Beijokas!
    ________________
    Rodolfo,
    Hum? Desde quando que eu comentei sobre isso? Herança, conta bancária, patrimônio... aiai...

    "Ele me respeita, não é nada abusado, viaja cerca de 100 km para me ver, para me levar pra casa, para passear comigo, me liga todo dia, manda mensagem de bom dia, boa noite, enfim... estou conhecendo ele, porque ele tem qualidades que me encantam."

    Respondendo sua pergunta, não quero namorado e nem dinheiro, quero ser feliz só isso...

    ResponderExcluir
  11. Amei seu post e suas lição, Gaby! Não no sentido de ser mais nem melhor que ninguém para dar lições, mas eu tirei uma grande lição desse seu post e de um e-mail que troquei com a Giulli hoje!
    Eu passei 6 anos da minha vida me dedicando de corpo e alma a alguém que (desconfio...) além de dizer me amar, precisa de mim! E isso não tem sido nada bom agora... foi no começo, quando eu precisava que ele me amasse e precisasse de mim para largar as drogas, e não adiantou nada esse sentimento que ele diz ter por mim.
    Esses dias foi aniversário dele... eu fiquei me roendo de culpa por não estar do lado dele, mas me esqueci de que em praticamente todos os meus aniversários nesses anos todos, ou ele estava se drogando ou se recuperando de uma noitada! Esse é só um detalhe!
    Vc, a Giulli, e todas as meninas de quem tenho acompanhado os blogs e as histórias, estão me ajudando de uma forma que nuca encontrei aqui fora.
    Vc tá mais que certa em se amar acima de tudo e SPH ser feliz!!
    Eu to lutando comigo mesma todo dia para não voltar ao inferno que eu vivi. Sinto culpa... sinto que posso estar sendo egoista, sinto saudade, sinto um tumulto imenso de sentimentos aqui dentro, pois ainda não me recuperei e não superei os "dramas" da codependencia, mas sei que vou melhorar. Um dia de cada vez!
    Fica com Deus, amiga!!
    E parabéns pela vida que está vivendo!!
    Bjos,
    Carol F.

    ResponderExcluir