Páginas

terça-feira, 6 de março de 2012

"Nada é permanente, salvo a mudança"




Bom dia meus amores. Olha esses últimos dias não foram fáceis, transitei entre o amor passional, cheio de raiva  ódio, vontade de encontrar na rua e quebrar uma garrafa na cabeça. Frustração, dor da perda, dentre outros... E a tristeza, apego,  saudade, sentimento que parece que nunca vai acabar, nunca vai passar.

Mas eu sei que vai, o sentimento já não é igual, nada é igual, tudo muda todos os dias.

Bom amores... vocês perceberam como eu amei a novela  "A vida da gente" né? Percebe-se pela foto (rs). Não sou noveleira, mas conheço a Marjorie (Manu) de quando ela morava aqui em Curitiba, e frequentávamos a mesma escola de dança, acabamos nos tornando amigas, sempre fui fã dela, por seu grande talento, então fiz questão de acompanhar, mas não foi nenhum esforço, porque a novela foi ótima. "Com  um texto impecável   carregado de emoções muita gente se identificou com os personagens, que de tão simples e fortes ao mesmo tempo,   chegavam mais próximos da nossa realidade".

Eu super me identifiquei. Inclusive com o desfecho (rs).

Citando uma frase de Heráclito dita no final da novela : "O homem que volta ao mesmo rio, nem o rio é o mesmo rio, nem o homem é o mesmo homem." 

Quero dizer que a Gabi de ontem, já não é mais a Gabi de hoje.

Essa é a graça e o sabor da vida, poder se renovar todos os dias, aprender, crescer, evoluir, todos os dias, um pouquinho.

Aprendi a me ouvir mais nesses dias e a confiar em mim, porque quando eu tenho dúvidas, não estou me dando crédito, estou desconfiando de mim mesma, dos meus princípios. E não a ninguém nesse mundo que queira o meu bem, mais do que eu mesma.

Fiz ás pazes comigo mesma, com meus sentimentos, e virei melhor amiga de mim mesma. Me dei a mão, me segurei no colo, afaguei meus cabelos, e prometi a mim mesma, que tudo ficaria bem.

Prestei atenção em cada gesto e pensamento meu, não quis evitá-los nem compreendê-los, apenas deixei que viessem. E com a mesma rapidez que vieram, se foram. Quando eu não tentei bloqueá-los, percebi que eles se sentiram livres para transitar por onde quisessem, mas não permaneceram em mim muito tempo. Talvez minha cabeça estivesse muito cheia, e eles não encontraram espaço. Estou preenchendo-a com o amor e cuidado que venho recebendo ultimamente. E isso está me fazendo tão bem.

Talvez ainda precise me tratar (como disse um companheiro no post anterior), e estou me tratando viu? Me tratando bem! Ah estou relaxando e deixando que me tratem também ;)

É fácil? Não. A Dependência Química, deixa marcas profundas nos envolvidos. E não é uma questão de querer, porque ninguém quer sofrer, é uma questão que é e pronto.

Mas temos uma escolha sempre na mão. E não é mamão com açúcar, escolher ser feliz de fato, é muuuuuuiiiitoooo mais fácil continuar sofrendo. Como é muito mais fácil, continuar se drogando.

Eu fiz minha escolha, uma escolha que tem bônus e ônus, como qualquer outra. Uma escolha que não me permite, e nem me faz querer voltar atrás. Para mim foi a mais difícil que já fiz na vida.

Mas dia após dia, pé por pé, eu venho colhendo os frutos da minha escolha, e esses frutos são doces de se saborear.


"O mais importante e bonito do mundo é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, mas que elas vão sempre mudando". Guimarães Rosa


Então é isso meus amigos, só queria dizer que está tudo bem, que eu estou e continuo feliz, só por hoje!


"É amor porque eu te guardo na lembrança bonita do meu crescimento, da descoberta do que era a co-dependência ou da fusão que subtrai. É amor, porque cantamos juntos, dançamos juntos, choramos juntos, fizemos amor intensamente, trocamos profundamente as angústias da alma, torcemos um pelo outro, nos ajudamos, viajamos juntos, gargalhamos desarvoradamente, dormimos juntos no melhor abraço um do outro, descobrimos novas músicas, sinônimos, livros, enlouquecemos lindamente, brigamos muito, fizemos as pazes várias vezes e fomos embora um do outro quando nada mais era poesia. Não foi triste, mas doeu profundamente.Uma dor resignada porque eu podia ver com clareza que já não nos acrescentávamos nada. " Marla de Queiroz -  http://doidademarluquices.blogspot.com/


Um beijo de luz!

14 comentários:

  1. É amiga... lindo mesmo.. adorei "O mais importante e bonito do mundo é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, mas que elas vão sempre mudando". Guimarães Rosa
    te amo mil beijos.. Elaine Giraldi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amoreca! lindo né? Amo você e estou super orgulhosa da sua recuperação! Nova Vida né? Beijos

      Excluir
  2. Muito bem, Gaby!
    É isso aí...pra frente é que se anda!
    Nossa recuperação está condicionada às nossas mudanças e, por isso, temos que lidar com elas de forma sábia e encorajada, pois não é mesmo fácil aceitar as consequências (muitas vezes árdua, porém, importante)que essas mudanças acarretam.
    Vi uma frase que dizia assim: "A RECUPERAÇÃO É COMO ANDAR DE BICICLETA: SE PARARMOS DE PEDALAR, CAIMOS!".
    Pois é exatamente assim mesmo! Temos que continuar caminhando em busca deste aperfeiçoamento, já que a perfeição é impossível.
    Abração, minha querida!
    TAMUJUNTU.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É amigo, não é fácil, mas necessário né? Recuperação é isso.
      Tamo junto!!
      Beijooos

      Excluir
  3. Linda frase de Guimarão Rosa!!
    Adorei seu blog, parabens!!!

    Paolla

    http://licordeamora.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda frase né? diz tudo... Obrigada por seguir, passei lá no seu tbm! Beijoquinhas

      Excluir
  4. É isso mesmo Gaby continue assim firme e forte, com a auto-estima lá em cima, alegre,linda, muito bem, só assim você vai conseguir resolver os pequenas e grandes problemas de sua vida! Preserve isso em você viu! Estou muito feliz por tú nega!!
    Bjus. Te amo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso ai...amiga, tem dias que damos uma caída, mas já levantamos...! ;)
      Beijos e amo você pequena!

      Excluir
  5. Oie amoreca!!!
    Lindo demais o post de hj, assim como tds.
    Além de estar dodói, estou bem tristinha hj. Bateu aquela saudade, vontade de ligar, de saber como ele está. Pq tinha q ser assim, poderiamos estar juntinhos hj, comemorando nossas "Bodas de Papel" (1 ano de namoro). Nossa, eu imaginava como seria esse dia, nosso primeiro ano juntos, vividos mais intensamentes possiveis. Queria fazer surpresas, adoro surpresas, ficariamos juntinhos, sairiamos p jantar fora, sei lá. Tantas coisas q eu queria fazer ao lado do meu amor. Por outro lado, fico imaginando q talvez nesse dia, como em tantos outros, ele estaria se drogando, se esquecendo dele, se esquecendo de mim, se esquecendo de nós. E mais uma vez eu ficaria péssima, mais uma desilusão, mais uma decepção. E com certeza, eu teria planejado mil e uma surpresas p hj, mais q no final do dia nd aconteceria, pq ele n estaria em casa me esperando ou então, estaria usando. Ser forte n é nd fácil, queria chorar, gritar, dizer pela última vez q eu vou amá-lo p sempre, dizer q ele é o grande amor da minha vida e q msm depois de td q aconteceu, msm q mtas vezes eu sinta raiva, mágoa pelo q ele me causou, eu o perdoou por td, por mais q ele n acredite. Eu amo meu amor incondicionalmente e amarei eternamente. Espero q hj ele esteja bem, se tratando, se cuidando e q seja feliz, pq qndo a gente ama de vdd, deseja de coração q o outro seja feliz. Hj fazem 42 dias q terminamos, q n o vejo, q n tenho nenhuma noticia. Ás vezes me dói por esse ter sido nosso fim, mais ás vezes vejo q foi melhor assim. Preciso me cuidar, preciso infelizmente ser egoista e pensar pelo menos um pouquinho em mim. Hj queria estar ao lado dele, mais sei q Deus faz td direitinho e confio plenamente nele, meu coração sempre estará junto ao do meu amor, meus pensamentos por enquanto ainda são dele, mais como o tempo cura td, logo vai passar.

    "A recuperação é um processo contínuo q começa a cada minuto, cresce a cada hora e finalmente continua a cada ano, mais ela nunca avança mais do q um dia de cada vez!!!"

    Amoreca da minha vida, a noticia q me contou ontem me deixou mto feliz, estou rezando mtão p q td continue dando certo.

    Um grande bjo dessa sua sempre amiga, Aline!!! =^.^=

    Te amodoro demais!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo perfeitamente né amore? Não é fácil... mas vamos seguindo firme e forte, só por hoje! Beijos no coração

      Ah amor, esses grilos todos seus, deve ser seu inferno astral...aniversário se aproximando ;)

      Te amooooooooooooooo

      Excluir
  6. Mudar, é sempre preciso!
    Mudanças geram dores, mas que futuramente saberemos que foi a melhor coisa que fizemos.
    Às vezes, quando arrastamos alguns móveis dos lugares para fazer uma limpeza, ouvimos o barulho no chão.
    Assim é dentro de nós, precisamos tirar alguns móveis do lugar, que talvez o seu barulho venha doer, que talvez a sua limpeza seja a mais árdua que fizemos, mas mesmo assim é necessário.
    E um lugar com um layout novo e limpo nos anima para novos horizontes e escolhas

    Serenidade
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o dito do desapego, como é difícil...desapegar. Tão bom os móveis velhos, mesmo que menos confortáveis ou práticos, temos carinho e apego. Mas o novo precisa vir, quando os velhos já nos causam mais transtornos do que alegrias.
      E eles vêm renovando tudo!
      Dando outros ares pra casa!

      beijos...;)

      Excluir
  7. Seu post me fez lembrar de Paulo Coelho, O vaso de porcelana e a rosa:

    O Grande Mestre e o Guardião dividiam a administração de um mosteiro zen. Certo dia, o Guardião morreu e foi preciso substituí-lo. O Grande Mestre reuniu todos os discípulos para escolher quem teria a honra de trabalhar diretamente ao seu lado.

    “Vou apresentar um problema”, disse o Grande Mestre. “E aquele que o resolver primeiro, será o novo Guardião do templo”.

    Terminado o seu curtíssimo discurso, colocou um banquinho no centro da sala. Em cima estava um vaso de porcelana caríssimo, com uma rosa vermelha a enfeitá-lo. “Eis o problema”, disse o Grande Mestre.

    Os discípulos contemplavam, perplexos, o que viam: os desenhos sofisticados e raros da porcelana, a frescura e a elegância da flor. O que representava aquilo? O que fazer? Qual seria o enigma?

    Depois de alguns minutos, um dos discípulos levantou-se, olhou o mestre e os alunos a sua volta. Depois, caminhou resolutamente até o vaso, e atirou-o no chão, destruíndo-o.

    “Você é o novo Guardião”, disse o Grande Mestre para o aluno. Assim que ele voltou ao seu lugar, explicou: “Eu fui bem claro: disse que vocês estavam diante de um problema. Não importa quão belo e fascinante seja, um problema tem que ser eliminado”.

    “Um problema é um problema; pode ser um vaso de porcelana muito raro, um lindo amor que já não faz mais sentido, um caminho que precisa ser abandonado – mas que insistimos em percorrê-lo porque nos traz conforto”, disse. “Só existe uma maneira de lidar com um problema: atacando-o de frente”.

    “Nessas horas, não se pode ter piedade, nem ser tentado pelo lado fascinante que qualquer conflito carrega consigo”.

    Você teve um lindo encontro consigo mesma.BJs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina...que coisa linda de ser dita! Me emocionei muito viu! Te admiro! Mil beijos....

      Excluir