Páginas

terça-feira, 18 de setembro de 2012

"E agora???"



Boa tarde, gente!!!

Demorei um pouquinho, mais estou aqui para contar o que anda acontecendo na minha vida.
Confesso que digerir tudo o que aconteceu, demorou muito e ainda assim algumas coisas ficam aqui martelando em minha mente.
Sabe aquele ditado que diz: "Felicidade de pobre dura pouco" é exatamente assim que me sinto.
Eu e o Davi estavámos felizes, até demais. Cheguei a comentar com vocês, que achava estranho a maneira como nosso relacionamento estava, mais eu nunca havia ficado tão feliz.
Feliz porque aprendi a lidar com minha codependência, aprendi que minha felicidade depende exclusivamente de mim, feliz porque ele estava limpo e em recuperação, me tratando feito uma princesa. Tinhamos nossas briguinhas, mais nada comparado há época de ativa dele.
De repente, tudo mudou. Algumas coisas estavam acontecendo e o "cheiro" de recaida estava no ar. Tentei conversar, perguntei várias vezes, mais como sempre eu desconfiava de algo sem provas.
Só quem já passou por isso sabe e sente quando uma recaida vai acontecer e digo á vocês, é a pior sensação do mundo. Saber que o que pode acontecer de pior com seu amor, está prestes a acontecer e você sem poder fazer absolutamente nada, é horrivel.
Foram 7 meses limpo, sereno, firme, forte, indo ás reuniões do NA, fazendo tratamento, tomando remédios... Foram 7 meses em recuperação e vivendo o SPH... Foram 7 meses querendo viver e ser alguém melhor, ter um futuro melhor... Foram 2 meses de reconciliação assistindo de camarote, aquele que eu amo, se tornando um homem melhor, cuidando de mim, querendo construir uma familia... Foram 2 meses de harmonia, segurança, serenidade, cumplicidade, alguns momentos de ciúmes mais nada que pudesse estragar essa maravilhosa sensação de querer o bem um do outro, querer estar junto, sempre nos amando.

Após 7 meses, meu amado Davi teve uma recaida. Não foi a primeira e infelizmente não será a última (por mais que eu peça á Deus que seja). Essa doença é tão traiçoeira que parece não gostar de ver as pessoas felizes que logo arruma um jeito de acabar com isso. Não existe um "porquê", simplesmente acontece do nada, sem que nada tenha mudado ou que a vida tenha sido alterada de alguma maneira.

Passei uma semana desconfiando, suspeitando, tentando conversar, mais nada do que eu dizia ou o que eu fazia mudaria isso. Sabendo disso, continuei vivendo minha vida, trabalhando, estudando, com foco em mim. Por mais que meus pensamentos estivessem nele 24 horas, dessa vez não parei minha vida para viver a dele, dessa vez não larguei tudo para estar com ele, dessa vez não chorei, não me lamentei, muito menos me culpei. Dessa vez, ao olhar naqueles olhos cheios de lágrimas de dor, de arrependimentos, me deparei com uma mulher forte e corajosa, que sabia que aquilo poderia acontecer em algum momento, que por mais dificil e complicado que fosse, eu estava preparada. Era assim que me sentia, preparada. Ao ver ele ali, após sumir por dois dias, tão frágil, abatido, sensivel e cheio de arrependimentos a única coisa que fiz foi abrir meus braços e abraçar ele forte, como que dizendo "olha, eu tô aqui com você". Nunca havia sentido isso, ele me abraçou e chorou feito uma criança sem dizer uma só palavra.
Depois de alguns segundos, me contou mais ou menos o que havia acontecido. Disse que ficou dois dias na rua, vendeu dois celulares, uma bicicleta que nem era dele e nossa aliança.
Por incrivel que pareça, não sofri ao vê-lo daquele jeito, nem ao saber que havia perdido tanto dinheiro. Me sentia em paz, tranquila e serena, não sabia o que fazer mais estava preparada para qualquer coisa. Não senti pena, nem dó foi ele que escolheu isso. A doença existe e por isso que devemos nos vigiar 24 horas por dia, ele recaiu e não fez nada para que isso não acontecesse, mesmo tendo tudo ao seu redor.
Aprendi que nada que eu faça vai mudar isso, então para que sofrer. Continuo vivendo minha vida e se ele quer se tratar estaremos juntos, caso contrário para o fundo do poço não volto mais.
Ao me olhar nos olhos naquele momento, a única coisa que ele me disse foi para eu não terminar com ele. Quando escolhi tentar novamente, prometi para mim mesma que tentaria desde que nada, absolutamente nada atrapalhasse ou interferisse em minha vida. Ele quer se tratar e eu estou ao seu lado, sempre estarei se essa sempre for a vontade dele.

Isso aconteceu há uma semana e aquela sensação de aperto no coração, voltou. Dúvidas passam em minha mente quando o celular cai na caixa postal, a confiança que estava sentindo, foi embora e meu maior medo é ter uma recaida. Eu preciso cuidar de mim, só eu mesma posso fazer isso. O final de semana passado, passei a maior parte do tempo correndo atrás de lugar para ele ficar, os amigos com quem ele dividia apartamento, pediram para ele ir embora. Ele sofreu demais com isso, porque diziam ser amigos e nesse momento simplesmente deram ás costas, mais cada um age da sua maneira, não podemos julgar.
Diante disso tudo, a mãe dele novamente encontra apoio em mim e isso não é legal. Não posso, não devo e não quero de maneira nenhuma viver minha vida, controlando a dele. Por mais que tente ir contra, muitas coisas ainda acabo cedendo e isso é errado, sei disso e preciso dizer NÃO.
Para o meu próprio bem, para minha vida continuar com o rumo que estava, preciso voltar a ter foco e confesso á vocês que isso não está acontecendo. Essa recaida, não me abalou emocionalmente, não chorei, nem me desesperei, mais o processo de reabilitação está sendo bem complicado. A cada dia me envolvo mais em assuntos que não são da minha conta, minha sogra "aproveita" disso para me pedir as coisas. E eu, não consigo dizer não. Mesmo sabendo do mal que isso causa em mim, olha a recaida gente SOCORRO!!!

O amor que sinto por ele é enorme, eu o amo e foi ele que escolhi para viver ao meu lado. A semana passada foi complicadinha, essa também está sendo e muitas coisas aconteceram. Logo volto para contar, não quero deixar o post cansativo, rs...

Fiquem tranquilas (os), ele está bem foi á um novo psiquiatra está tomando novos remédios e estamos super bem, sem brigas nem discussões.
Se eu disser que estou bem, estarei mentindo, mais estou tentando focar em mim, na minha vida e me preocupar o minimo possivel com ele.

Só pra vocês saberem, nos falamos todos os dias, eu acordo cedinho demais, envio msg e quando ele acorda me responde, depois nos falamos e assim vai durante o dia. Quando chega a noite, nos encontramos ele me busca quando chego da faculdade. Mais ontem, isso não aconteceu. Ele não foi ao curso, nos vimos antes de eu para faculdade, ele estava bem, Depois nos falamos e nos despedimos para dormir. Mais sabe aquela sensação de que algo está acontecendo, estou assim. Hoje até agora não nos falamos, já enviei msg, já liguei e o cel está desligado. Será que terei novamente uma surpresa??? Meu coraçãosinho está apertado, mais minha vida não pode parar por conta disso neh. Estou orando e pedindo á Deus que nada de mal tenha acontecido, afinal é a única coisa que posso fazer. Agora é só esperar e como dói esperar...


Um grande beijo no coração de vocês.

Só Por Hoje, Senhor conceda-me muita serenidade!!!

Selena =^.^=

9 comentários:

  1. preste atenção não to dizendo pra largar dele...
    mas faça algumas dessas coisas
    1º Diga Não a sua sogra quando vc achar que deve
    2º Va ao um grupo seja ele qual for
    3º Vá a igreja de sua preferencia e procure seu poder superior, só ele ira lhe confortar e lhe ajudar a decidir o que vc quer pra sua vida
    e tente querida..tente se manter firme..não é fácil..mais se vc entregar sua vida nas mãos de Deus e a Dele..vc vai conseguir...Tamu junto viu..bjuuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conselhos anotados Kel, mto obrigada.
      Com certeza, direi não a minha sogra. Mtas vezes acabo ajudando porque sei o qnto é dificil p ela, td é nas costas dela, mais não posso me prejudicar para ajudar o outro neh. Qnto ir ao grupo, infelizmente o único que encontrei perto de onde moro, o horário não bate com o meu. Sempre busco o PS seja ele onde for, faz um tempinho que entreguei td nas mãos de Deus.

      Tamu junto sempre amiga, bjos!!!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Selena, tomara que por um milagre de Deus, esse sumicinho dele seja por qlq motivo menos pra usar!

    Eu não sei o caso do seu namorado, mas o "João" a compulsão dele pela droga está tão grande, que sozinho ele não consegue ficar limpo não... Se ele recaí, ele tem que ficar internado e começar tudo do zero...

    Mas acho que de qlq forma, seria bom você conversar come ele a respeito de uma internação... Os primeiros dias, o primeiro mês, a abstinencia é algo muito forte... Então é complicado pra eles aguentar...

    Que Deus te dê forças e serenidade pra passar por esse momento difícil....
    E parabéns, por ter conseguido se manter em recuperação mesmo perante a recaída dele.

    TamuJuntas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, graças a Deus pelo menos aparentemente está td normal. Ontem á noite nos encontramos e ele disse que o cel pifou, e que por conta dos remédios que está tomando dormiu o dia inteiro. Bem, só me resta acreditar neh.
      Sobre uma internação, já foi conversado sim e ele não aceita. Não acha que isso irá ajudar de alguma maneira, até porque qndo sair a vontade tem que ser dele. Há 3 anos ele tenta se manter limpo e o máximo de tempo que conseguiu foi agora, 7 meses. Mais nunca se internou, sempre conseguiu por força de vontade, indo á terapias, ao grupo e consultas ao psiquiatra.

      Mto obrigada pelo carinho, com certeza estou aqui firme e forte sempre.

      TamuJuntas, bjos!!!

      Excluir
  3. Nha amiguinha.. que pena! Bom, mas quem ta de pe é pq caiu, espero que o David agarre a vida dele novamente, ele já fez isso e vai conseguir de novo!
    Quanto a vc ta certinha menina, se cuida, veja, analise os comportamentos que nao estao lhe fazendo feliz e se liberte.
    Estou torcendo por vc!
    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Sol, bom demais ter pessoas como vc e as meninas que me ajudam tanto com palavras sinceras, obrigada.
      Graças a Deus, ele quer mto se manter limpo e está fazendo de td p isso.
      Eu continuo firme neh, rs...
      Com certeza mudarei algumas coisas, comportamentos e me libertarei.

      Ah, acredita que nosso filhinho morreu =/
      Pois é, o Sol partiu. Ficamos mto triste, ruim neh qndo isso acontece. Mais peixes são animais tão sensiveis que por mais que cuidemos é complicado.

      Bjão!!!

      Excluir
  4. Olá.
    Realmente é muito triste sentir que a recaída vai acontecer e não poder fazer nada. Mas o que não tem remédio, remediado está.
    Faça sua parte, cuida da sua recuperação,só assim estará preparada par lidar com a situação da melhor maneira.
    Serenidade.
    Tamujutas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, obrigada pelas palavras de conforto.
      Triste demais msm, mais aprendi exatamente isso o que não tem remédio, remediado está. Antes movia céus e terra para estar com ele, qndo suspeitava de algo, e de nd adiantava. Então, o melhor a fazer é cuidar de mim neh e isso eu faço direitinho, alguns deslizes, mais estou aprendendo cada dia mais.

      TamuJuntas sempre, bjos!!!

      Excluir