Páginas

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

"Serenidade, Coragem e Sabedoria é disso que preciso!!!"


Bom dia gente, tudo bem com vocês? Espero que esteja.

Hoje sinceramente não está sendo um bom dia pra mim, há alguns dias estou muito desanimada em relação a praticamente tudo na minha vida. Meu emprego já não me traz a mesma alegria de antes, saudades de algumas pessoas que por "certos" motivos se afastaram de mim, meu relacionamento com o Davi encontra-se em altos e baixos, confesso que muito mais baixos... Minha única alegria é a faculdade, onde foco toda minha atenção, adoro aprender e desejo muito ser alguém melhor nessa vida. Fiz novas amizades e isso me deixa muito feliz, pois como faz pouco tempo que moro na cidade, não conhecia ninguém.

O nome do blog é Ser Feliz Só Por Hoje, e só por hoje busco essa felicidade dentro de mim. Muitas vezes é necessário ter um belo sorriso nos lábios, enquanto o coração está cheio de dor. Estou sentimental demais, me desculpem. Sinto como se minha vida estivesse no caminho errado, entendem. Uma vontade absurda de ficar na cama, sem ver ninguém, sem falar com ninguém, apenas chorar e dormir...

Ser feliz é buscar nos minimos detalhes da vida, aquilo que nos satisfaz. È ter inocência de uma criança e alegria para enfrentar toda e qualquer dificuldade que possa cruzar nossa caminho. Problemas todos nós temos, mais o que faz a diferença é a maneira de como vamos encará-los.
Sei que minha felicidade depende única e exclusivamente de mim, eu e somente eu posso me fazer feliz. Não preciso e não dependo de ninguém para isso. Essa nostalgia que estou sentindo, sou eu mesma que proporciono. Agora me diz, como mudar isso se nem ao menos sei por onde começar!!!

O fato é que odeio ficar assim, odeio me sentir pra baixo, odeio que minha alto estima seja abalada, odeio ficar ouvindo as pessoas me perguntando o que eu tenho, odeio parecer frágil e odeio mais ainda não saber que atitude tomar.

Ter um relacionamento com um adicto, não é nada fácil. Tudo é mil vezes mais complicado, ás vezes um pequeno detalhe que acontece e eles já transformam em uma tepestade. Com o Davi, não é nada diferente. Ele vê coisa aonde não existe, cria caso para as coisas mais simples e na maioria das vezes me fala algumas coisas quando está com raiva que por mais que peça desculpas, não adianta.

Essa semana, ele está com a crise do ciúmes. Gente, como pode sentir tanto ciúmes de alguém assim. Diz coisas sem sentindo, sonha que estou traindo ele e ainda por cima, briga comigo como se isso fosse verdade. Não consigo entender, não dou motivos pra isso. São coisas que ele mesmo cria em sua própria mente. Na terça, depois de me falar um monte no telefone e olha que foi um monte mesmo, disse até que eu não o amava, depois pediu desculpas e quis me ver pra conversar. Eu fiquei muito chateada com as coisas que ele disse, mais foquei minha mente na oração da serenidade para que eu soubesse lidar melhor com aquela situação. Quando nos encontramos, eu estava super calma. Ele pediu desculpas, conversamos. Ele disse que é imaturo e por isso eu precisava ser mais madura, para não brigarmos. E foi o que eu fiz neh. Fiquei numa boa, sem neuras, sem brigas, tudo na paz... Porém, ontem novamente mais uma surpresa. Estou colecionando cada uma delas. Estava tudo bem durante a tarde, ficamos juntos, fizemos pesquisa para o curso dele e depois do nada "me dispensou". Disse que queria correr um pouco e eu como não estava muito bem, fui pra casa dormir antes de ir pra facul. Achei estranho, porque ele disse que queria ficar comigo, nem me chamou pra ir junto, mais não questionei ás vezes ele queria ficar sozinho um pouco. Depois de um tempinho, me veio a mente algo que havia me contado e que a principio não fez diferença, mais que naquele instante era como se uma luz se acendesse em minha mente e deixasse tudo mais claro. Ele me contou que na sala dele do curso, tem algumas meninas que fumam maconha e que ele ouviu elas falando que iam usar, na hora deu aquela vontade e o questionamento de porque ele não pode usar. Foi assim que ele me contou. Disse que mexeu com ele, mais que hoje ele tem muito mais a perder se tiver uma recaida e que sabe que não será apenas um que irá usar. Disse também, que antes ele fazia uso, a gente brigava, mais eu sempre voltava. E que seis meses longe de mim, serviram pra ele ver que as coisas haviam mudado. Por isso, ele não quer me perder ou perder tudo que havia conquistado nesse tempo. O que mais me pertubou, foi no final da tarde. Liguei pra ele quando acordei e nada. Liguei umas 5 vezes e nada. Isso devia ser umas 17:30hs. Meia hora depois, ele ligou dizendo que estava andando de bicicleta. Eu disse que ia me arrumar pra ir á facul e que passava na casa dele antes pra dar um beijo e ele disse que ia tomar banho, falou muito rápido comigo. Quando eu estava pronta, liguei e nada. Fui até a casa dele, chegando lá o amigo dele abriu a porta e disse que ele estava no banho há meia hora. Caramba, meia hora tomando banho é meio estranho neh. Mais o mais estranho, foi ele não querer abrir a porta pra mim. Bati toda feliz, dizendo que estava indo pra facul e queria dar um beijo e ele disse que estava no banho. Não abriu a porta, nunca tinha tido uma atitude assim. A menos quando fazia algo de errado.
Fiquei super triste, fui embora com um nó na garganta, uma vontade absurda de chorar. Não esperava uma atitude assim e isso mexeu demais comigo. Cheguei na facul, foquei na aula e tentei colocar o mais belo dos meus sorrisos em meus lábios, afinal ninguém precisa saber dos nosso problemas neh. Foi dificil, mais fiquei numa boa. Ao sair da casa dele, enviei uma msg dizendo que estava muito triste com aquela atitude. Eram 21hs e ele não havia dado sinal de vida. Na hora do meu intervalo, liguei pra ele. Estava estranho, com aquela voz e mal falou comigo. Eu também não quis falar nada, não queria brigar, não ia adiantar. Quando estava indo embora, ele me enviou uma msg dizendo que ia me esperar. Nos encontramos e ele disse, o porque eu estava tratando ele assim. Agora a culpada sou eu, eu que surto e tenho atitudes estranhas neh. Não disse nada, estava com dor de estomago e queria ir pra casa. Mal nos falamos, acho que naquele momento foi melhor, se não iriamos acabar brigando.

Quero e preciso conversar com ele, mais não pra saber se está fazendo alguma coisa ou não. Mais sim porque ele precisa saber que não vou ficar "aturando" certas atitudes. Quando terminamos há seis meses atrás, eu estava no auge da minha code e consegui dizer não sem nem olhar pra trás. Fiz isso uma vez e não terei problema alguma em fazer novamente. Claro que não é isso que eu quero, mais prometi pra mim mesma que minha felicidade estará sempre em primeiro lugar e que jamais ninguém irá me magoar. Estou enfrentando tudo por um amor que carrego em meu coração, mais será que está valendo a pena? Me pergunto isso hoje, agora... Sobre o tratamento dele, ele é o único que precisa se preocupar. Não vou ficar presa a isso, nem quetionar se está bem ou não. Ele melhor do que ninguém, sabe o que é melhor para si.

Trecho de um texto que minha querida Gaby, acabou de enviar:
"Coisas ruins acontecem com todo mundo. O que diferencia uma pessoa da outra não é a quantidade ou qualidade de problemas que se acometem sobre cada um, mas a reação que cada um tem ao que lhe acontece. Há pessoas que se perdem em lamúrias, se queixam de uma maneira lamentosa e ficam tão viciadas em sofrer que nem conseguem mais imaginar como é uma vida tranquila; outras pessoas simplesmente meditam em cima do que aconteceu, procurando estabelecer um entendimento claro e buscando uma solução mais objetiva para o que aconteceu.
O verdadeiro problema, portanto, é a atitude mental, e não o que nos acontece. Assim sendo, neste momento pare e reflita: que tipo de pessoa você é?
Alguém que apenas se queixa e se faz de vítima ou alguém que assume a responsabilidade sobre sua própria vida e reações emocionais? Remover obstáculos começa com o perdão. Há alguém que você precise perdoar? Há rancor em sua vida, obscurecendo seu coração?
E, o mais importante de tudo: até que ponto as coisas têm se repetido em sua vida simplesmente porque você se acostumou a deixar que tudo aconteça sempre do mesmo jeito?
Quem espera pouco da vida, recebe pouco. Procure observar que é você quem está criando limitações para a própria vida. Não será que você está sonhando baixo demais? Queira mais, você merece!"

Esse é meu recadinho para hoje, vamos pensar naquilo que queremos de coração para nossas vidas e só por hoje encontrar essa felicidade escondida dentro de nós.



Fiquem com Deus, muita luz e paz no coração.

Beijos, Selena =^.^=

11 comentários:

  1. Ai Selena, me identifico!

    O amado às vezes tem umas atitudes estranhas, o ciúmes ele sempre teve, mas essa semana foi ápice, que foi por causa de uma mensagem, que uma amiga me chamava de coach (treinador), mas não tinha o nome dela, só depois que vi que foi ela que tinha mandado. Só que na hora eu falei pra ele que nem sabia, e também uma mensagem tão insignificante.
    Mas encanação foi muitaaa.

    Ah eu tive uma converdsa franca, falei que não o traio, que se tivesse que fazer isso, já teria feito.

    Mas é complicado, não sei da onde saem esses pensamentos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, eu tbm queria mto saber de onde criam tantas coisas. Se acontecesse td que ele fala, só por Deus msm. Insegurança demais neh, isso nos magoa e por mais que tentamos conversar não adianta.
      Espero que com o tempo, melhore.

      Bjos!!!

      Excluir
  2. Bom na minha relação somos dois ciumentos, claro q a neurótica estou sendo eu... mas já estou trabalhando isso.
    É difícil pra uma CODE em recuperação, viver um relacionamento sem dependência, mas estou lutando e o Caio é parceiro.
    Enfim....você sabe os meus dilemas, e houve meus desabafos (rs)
    Mas Selena... tenha calma, só por hoje, viu?
    Tem coisas que não podemos mudar e nossa reação não vai alterar os fatos.
    Se o problema é tão grande que você não pode resolver, vai adiantar se estressar?
    E se é pequeno, vale a pena se importar?
    Eu me estressar, brigar , xingar, ficar sem comer, perder o sono, vai resolver?
    Vai nada... então...é o que tem pra hoje!
    É o que sempre procuro pensar...
    Vou resolver aquilo que eu posso e quando eu posso.

    Amo você e estou aqui pra tudo sempre e sempre amém!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Gaby, minha amiga querida. Aquela que me ouve e está sempre ao meu lado todas as horas.

      Amo vc tbm, tamu juntas sempre!!!

      Excluir
  3. Oi galera, estou aqui pela primeira vez.. e estou me indentificando muito com o que li, estou namorando a dois meses com um adicto em recuperacao, e isso tudo pra mim é muito novo. eu gosto muito dele e ele de mim, no momento ele terminou comigo falando que me ama, mas que esta fazendo isso por mim pois eu nao mereco um cara que nem ele, a gente estava brigando todos os dias ou a maioria deles, nao sei o que acontece, eu sempre fui muito tranquila, mas comecei a ficar desesperada. nao durmo, passei ate dois dias sem comer, foram mtas brigas e sempre ele fala que a culpa é minha, as vezes atee reconhece , pede desculpas mais depois faz tudo denovo. nao tenho ninguem pra cv, pois qualquer amiga que eu conto o que acontece fala que eu sou louca de estar com um cara assim, estou sem rumo, nao entendo muito bem a cabeça dele.. alguma de vcs me passam um contado, as vezes abria minha mente, e eu poderia entender ele um pouco mais.. obrigada. no momento nao estamos mais juntos, pois ele terminou comigo e disse que nao aguenta mais brigas! obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, seja muito bem vinda.
      Espero de coração que possamos te ajudar.
      Esse mundo da adicção é dificl msm, mais nada é impossivel.

      Bjos!!!

      Excluir
  4. coloquei no anonimo, pois nao tenho conta aqui.. cai aqui de paraquedas, pesquisando coisas sobre adcção! me passa o msn de vcs! estou meio desisperada e com muito medo de nao ter volta.

    ResponderExcluir
  5. Força Selena, nem sabia que vc tinha voltado, a última vez que li um post seu era sobre o fim do relacionamento...
    Um relacionamento já é complicado imagina com um adicto!
    Tenha calma, e coloque tudo na balança... e tenha serenidade sempre!
    Grande Beijo
    Tamujuntas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jé pelo carinho. Pois é, voltamos já vão fazer dois meses e olha só qntas coisas aconteceram. Estou a cada dia descobrindo que posso e que sou muito forte e jamais vou deixar minha vida para viver a dele.

      Bjos, tamu juntas sempre!!!

      Excluir
  6. Xeguei a 1 ano 3 dias de namoro com um adicto em recuperação , me tornei co-dependente .. e venho trazendo esse namoro a trancos e barrancos .. sofrendo e vendo ele sofrer tbm .. preciso de ajuda ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, estamos aqui para ajudar no que precisar.
      Conte conosco, sabemos da sua luta e suas dores.
      O importante em nossas vidas é sermos felizes, saber o que nos faz bem, o que nos deixa contentes e diferenciar daquilo que nos faz mal, nos deixa tristes. Eu mesma já terminei minha relação uma vez, fiquei 6 meses longe do meu amor e somente assim aprendi a me olhar no espelho e amar de verdade a imagem que reflete nele. Aprenda a se amar, busca ajuda em grupos de apoio e estamos aqui para o que precisar.

      TamuJuntas sempre, bjos!!!

      Excluir